top of page
Buscar

Largo do Boticário, um largo que tem história para contar...

Atualizado: 24 de abr.



O nome “Largo do Boticário” surgiu pois um de seus primeiros moradores, o sargento Joaquim Luiz da Silva Souto, padrinho de Machado de Assis, era proprietário de uma botica, como as farmácias antigamente eram chamadas. Alguns anos mais tarde, outros proprietários chegaram, mas o nome permaneceu.


As primeiras construções em estilo colonial foram sucedidas por outras em estilo eclético.  Foram construídas, misturando materiais antigos e originais, como os restos de demolições do centro da cidade.


No começo do século XX, foram sendo feitas mudanças, adotando um estilo característico da época, conhecido como Rio Antigo.


Desde então, o Largo do Boticário vem se mantendo como um dos conjuntos arquitetônicos mais bonitos e singulares do Rio de Janeiro, cercado pela mata atlântica. É a única área da cidade, onde é possível ver o Rio Carioca correndo a céu aberto.


Por muito tempo, moradores ilustres ocuparam suas casas, palco de grandes festas e eventos luxuosos, frequentados por artistas, políticos e membros da alta sociedade carioca.


Ali morou Edmundo Bittencourt, fundador do Correio da Manhã, um dos jornais mais importantes da história do Brasil. Foi ali que ele recebeu Walt Disney que, segundo os registros históricos da época, teria sido o local onde surgiu a ideia do famoso personagem Grilo Falante, quando um pequeno grilo pousou nas mãos de Sybil Bittencourt, filha deEdmundo Bittencourt, então com oito anos. Sybil faleceu aos 98 anos, em 1955, em sua casa, a de número 28. Ela foi uma das ultimas e das mais antigas moradoras do local e, juntamente com seu marido Paulo, responsáveis pela reforma das casas 20, 26, 28 e 30, que contou com a participação dos arquitetos Lucio Costa e Gregori Warchavsky.


O Largo foi também residência de Augusto Rodrigues, famoso pintor e de Barbara Heliodora, temível critica teatral dos anos 70 e filha de Marcos Mendonça, além de ser cenário, em 1979, para a filmagem de “007 Contra o Foguete da Morte.”


Em 2018, após anos de abandono e de uma invasão em 2006, o conjunto foi comprado pela cadeia Accor. O complexo de 06 casas foi transformado no Hotel Jo&Joe, inaugurado em 2022.  Reforma contada no livro “Largo do Boticário – história e requalificação”.


Este será o local onde a Skal RJ receberá, no próximo dia 04 de maio convidados e autoridades para a posse da sua nova diretoria.


Gilda Boruchovitch

9 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page